Logística reversa no setor empresarial

Nos últimos anos, a sustentabilidade tornou-se um tema bastante discutido e o conceito de logística reversa também transformou-se em um instrumento essencial para o setor empresarial. Em 2010, a logística reversa foi instituída pela Lei Federal 12.305/2010, a Política Nacional dos Resíduos Sólidos (PNRS), trazendo a obrigatoriedade compartilhada para fabricantes, importadores, distribuidores e comerciantes de diversos materiais, como resíduos e embalagens, conforme o grau e a extensão do impacto à saúde pública e ao meio ambiente.

O setor empresarial é responsável pelos resíduos sólidos e por definir quais ações irão ocorrer para o reaproveitamento ou descarte correto. A logística reversa traz vantagens para a indústria que, além da conformidade legal ambiental, tem o proveito de diluição dos custos e ampliação das ações.

Veja abaixo os motivos para se adotar a logística reversa:

  1. Maior visibilidade socioambiental

Priorizar as práticas adotadas pela empresa quanto à destinação dos resíduos de seus produtos é uma ótima forma de estreitar a relação com o cliente e reforçar o posicionamento da marca. A empresa, pode criar ações de marketing para informar sobre suas práticas, a fim de conscientizar o consumidor e gerar uma publicidade positiva.

  1. Redução de custos

A logística reversa viabiliza a economia nos processos produtivos das companhias, já que os resíduos retornam à cadeia produtiva, o que diminui o consumo e os custos de matérias-primas. Esse processo de retorno de resíduos às empresas evita que eles possam poluir ou contaminar o ambiente.

  1. Ampliação e desenvolvimento de novos negócios

As empresas passam a adotar tecnologias mais limpas, que simplificam a reutilização e a criação de embalagens e produtos que podem ser reciclados com a maior facilidade. Além disso, toda a sociedade se beneficia com o aumento na geração de empregos, a ampliação do mercado de gestão e do gerenciamento de resíduos.

× Fale com a Inovar