Pilhas e baterias descartados precisam de gerenciamento especial; entenda

pilhas e baterias

Objetos comuns no dia a dia, pilhas e baterias fazem parte de nossa vida. No entanto, ao acabar a vida útil do material, nunca se sabe o que fazer. É certo que, descartados ao meio ambiente, esses objetos prejudicam e fazem mal ao local onde são despejados. Dessa forma, é necessário um método especial no tratamento dos materiais.

De acordo com a Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee), nosso país produz cerca de 800 milhões de pilhas por ano. O descarte incorreto desse material pode contaminar o solo e trazer malefícios ao meio ambiente. Na pilha, cinco metais pesados fazem parte do problema: mercúrio, cádmio, chumbo e manganês.

Leia também: Conheça as melhores práticas no controle de geração de resíduos

Qual o caminho das pilhas na reciclagem?

pilhas e baterias

Despejadas em coletores específicos, por sua vez, as pilhas e baterias tomam o rumo certo de seu despojo. Acondicionadas em um veículo especializado, elas são enviadas para a reciclagem, fazendo os processos necessários.

Ao chegar na recicladora, as pilhas são trituradas, com exceção das pilhas de lítio recarregáveis, íon lítio e zinco-ar. Após a trituração, elas são submetidas a um processo químico, no qual são recuperados sais e óxidos metálicos. Eles são usados como matéria-prima em processos industriais na forma de corantes e pigmentos. Assim, são colocados em um forno industrial para separação do zinco. Dessa forma, repara o mineral a sua forma metálica e reutilizando o material em nova confecção de pilhas e baterias.

Assim, com o descarte correto, os resíduos, que antes não serviam para mais nada em sua casa, passam por uma transformação e voltam ao seu lar na mesma forma, sendo utilizados novamente. Dessa maneira, despeje as pilhas e baterias no coletor e proteja o meio ambiente dos metais pesados que esses materiais possuem.

Leia também: Resíduos radioativos: o que diz a legislação a respeito deles

A Inovar Ambiental

A Inovar Ambiental acredita que o correto gerenciamento de resíduos não deve levar em conta apenas os acidentes decorrentes dos efeitos imediatos. Riscos com efeitos de longo prazo também devem ser igualmente considerados nesse trabalho, assim como uma coleta periódica e a observância do grau de toxicidade de cada tipo de substância.

Localizada na cidade de Santa Luzia em Minas Gerais, a Inovar Ambiental tem a sustentabilidade como seu norte. Destinar um resíduo de forma correta é, acima de tudo, um ato de amor ao meio ambiente, à saúde pública e às próximas gerações. Confira mais sobre a Inovar Ambiental visitando nosso  siteFacebook e Instagram.

× Fale com a Inovar