Como os resíduos industriais são classificados

As indústrias fomentam diversos materiais por dia, o que acaba gerando diversos resíduos que não são utilizados e precisam ser despejados. No entanto, a grande maioria desses despojos, são altamente maléficos ao meio ambiente. Dessa maneira, é necessário que se faça o descarte consciente desses resíduos industriais, para evitar danos ambientais. Com isso, os refugos são classificados por níveis, seguindo a norma NBR 10.004/04 da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).

Saiba quais as classificações dos resíduos industriais

resíduos industriais

Para a realização da ordem, são levados em conta os riscos potenciais que cada despojo corresponde ao meio ambiente. Assim, eles são separados por níveis e, com isso, têm uma destinação final personalizada.

Leia mais: Pilhas e baterias descartados precisam de gerenciamento especial; entenda

Classe I – Resíduos perigosos

Nessa classe, são colocados todos os refugos que são contaminantes e tóxicos para o meio ambiente. Dessa forma, apresentam uma ou mais características como: inflamabilidade, corrosividade, reatividade, toxicidade e patogenicidade.  Alguns dos exemplos desses materiais são: materiais hospitalares, restos de tinta (tóxicos e inflamáveis), lâmpadas fluorescentes, pilhas e baterias, entre outros.

Classe II – Resíduos não inertes e inertes

Nesse tópico, são separados dois tipos de classe, a IIA e a IIB. A classe IIA é responsável por abrigar os despojos não inertes. Aqueles que têm baixa periculosidade, mas ainda assim oferecem riscos de reação química em determinados meios. Assim, esse grupo conta com materiais orgânicos da indústria alimentícia, fibras de vidro, EPIs (uniformes e botas de borracha, pó de polimento, varreduras, polietileno e embalagens, prensas, entre outros).

Leia mais: Destinação final de resíduos sólidos: saiba quais são os processos mais utilizados

Por fim, os resíduos da classe IIB são os inertes. Os que não possuem capacidade de reação química e podem ser despejados em aterros sanitários ou servir para reciclagem. Alguns exemplos desse tipo de material são: entulhos e sucatas de ferro e aço.

A Inovar Ambiental

A Inovar Ambiental acredita que o correto gerenciamento de resíduos não deve levar em conta apenas os acidentes decorrentes dos efeitos imediatos. Riscos com efeitos de longo prazo também devem ser igualmente considerados nesse trabalho, assim como uma coleta periódica e a observância do grau de toxicidade de cada tipo de substância.

Localizada na cidade de Santa Luzia em Minas Gerais, a Inovar Ambiental tem a sustentabilidade como seu norte. Destinar um resíduo de forma correta é, acima de tudo, um ato de amor ao meio ambiente, à saúde pública e às próximas gerações. Confira mais sobre a Inovar Ambiental visitando nosso  siteFacebook e Instagram.

× Fale com a Inovar