Resíduos perigosos: quais são e como gerenciá-los

São considerados resíduos perigosos aqueles que possuem propriedades tóxicas, corrosivas, reativas, inflamáveis, patogênicas, cancerígenas, teratogênicas ou mutatórias. Por isso, é imprescindível o gerenciamento adequado deles, desde a análise de origem até a destinação final. Caso contrário, podem acarretar em diversos impactos ambientais, como a contaminação do solo, dos lençóis freáticos, da água, do ar, além dos danos que seriam causados à saúde humana. 

Quais são os resíduos perigosos?

Gerados por diferentes tipos de atividades humanas, os resíduos perigosos podem ser acumulados tanto em domicílios quanto em indústrias. Alguns exemplos são:

  • Pilhas e baterias;
  • Restos de tinta (embalagens e lodos);
  • Pneus;
  • Óleos lubrificantes, assim como seus resíduos e embalagens;
  • Lâmpadas fluorescentes, de vapor de sódio e mercúrio; 
  • Agrotóxicos.

Como funciona o gerenciamento dos resíduos perigosos

Em primeiro lugar, é necessário fazer a identificação da origem, dos constituintes e das características do resíduo, para que assim, possa ser classificado. Essa etapa é a porta de entrada para elaborar corretamente toda cadeia de gerenciamento do resíduo. 

Após o processo de análise de elegibilidade, é feito o acondicionamento do resíduo, garantindo o local correto de armazenamento para que ele possa passar pela próxima etapa: o transporte. 

A transportação deve ser realizada seguindo as normas determinadas pela Agência Nacional de Transportes Terrestres e, o motorista deve ter um treinamento especial, o MOPP – Movimentação Operacional de Produtos Perigosos. 

Por último ocorre a destinação final. Os resíduos são enviados para o coprocessamento, realizado em condições controladas, de acordo com a Política Nacional de Resíduos Sólidos. Este processo utiliza o calor da destruição dos resíduos para a fabricação de cimento, substituindo assim fontes de energia, como o carvão. 

Garantir a correta destinação final para os resíduos perigosos é de suma importância para o meio ambiente e para a boa qualidade de vida na sociedade. Além de gerar benefícios ambientais, sociais e econômicos. 

Leia também: Coprocessamento de resíduos pode fazer parte do programa Lixão Zero de Minas Gerais

A Inovar Ambiental

A Inovar Ambiental acredita que o correto gerenciamento de resíduos não deve levar em conta apenas os acidentes decorrentes dos efeitos imediatos. Riscos com efeitos de longo prazo também devem ser igualmente considerados nesse trabalho, assim como uma coleta periódica e a observância do grau de toxicidade de cada tipo de substância.

Localizada na cidade de Santa Luzia em Minas Gerais, a Inovar Ambiental tem a sustentabilidade como seu norte. Destinar um resíduo de forma correta é, acima de tudo, um ato de amor ao meio ambiente, à saúde pública e às próximas gerações. Confira mais sobre a Inovar Ambiental visitando nosso  site, Facebook e Instagram.

× Fale com a Inovar